10 de maio de 2009

Mão no rosto


Mãos encarangadas
De ausência de carícia;
Lábios ressecados
Desempregados de notícia;
Olhos caídos
De olhar pra baixo
E a face que enruga
Por fingir disfarce.

Um comentário:

  1. Os vincos desse fingimento marcam o rosto e a alma. Mas como não tê-los?

    ResponderExcluir