7 de junho de 2011

Convexo

Tua ausência me incomoda.
Na presença dela, há boa notícia:
O convexo que enxergo,
O mais amplo que vivo,
Nada mais que proibo.
Plenamente noto cada ímpar situação
Sem teus apelos a esquecer o mundo.
Se aqui inserto meu confinamento de mim,
Melhor do que a ti dedicar meus endereços,
Pois este mundo de plenitude está adiante...
Nada mais teu é tanto meu
Quanto meu mundo convexo.

Imagem capturada: Earth 3D

Um comentário:

  1. pois venha se reconvexar nos braços do extremo oriental

    ResponderExcluir